Jovens cubanos lamentam colaboracionismo do Cardeal Ortega


Armando F. Valladares


Cinco jovens católicos cubanos, em carta entregue ao Papa Francisco, lamentam o colaboracionismo com o regime de uma parte dos bispos da ilha-cárcere, “cujo timoneiro foi, durante décadas, o cardeal Ortega”.


Os jovens afirmam que “os que conhecemos desde dentro e vastamente a realidade da Igreja em Cuba, sabemos que desde os salões do Palácio Apostólico havanero”, com o “carimbo do ilustre purpurado que o habita”, se estabelece uma política “confusa”, “da pior diplomacia”, que “sacrifica a verdade nua e crua” e que “está atada aos mesmo temores, pressões, chantagens, compromissos e pactos tácitos ou explícitos” que “marcam sua relação atual com o Estado” comunista.


Os jovens que assinam a carta manifestam “dor e preocupação” com relação a essa política dos referidos eclesiásticos que tem “o denominador comum de legitimar o governo”, e que caracteriza uma “omissão cúmplice às violações diárias aos direitos humanos e às ações repressivas, despóticas e impunes da Segurança do Estado contra a oposição pacífica”.


Na carta define-se Cuba comunista como “um país devastado”, com uma “sociedade de máscaras e simulação”, cujo princípio que rege é “o medo e a mentira”. E alerta-se para o fato de que depois “destes cinqüenta anos onde nos oprimiram psicológica e fisicamente”, a identidade dos fiéis católicos cubanos “se dilui e liqüefaz em uma pseudo-religião de massas” e está inclusive “em perigo de extinção”.


Esse documento histórico merece a maior difusão. A preocupação dos jovens assinantes da carta a Francisco alenta e fortalece na fé tantos cubanos que desde há anos temos manifestado críticas ao colaboracionismo do Cardeal Ortega e do episcopado cubano.

Leia o texto completo da carta.

Tradução: Graça Salgueiro

 
QUANDO A UTOPIA CONDUZ À BÁRBARIE
Quando a Utopia conduz à brutalidade – relembrando o caso 31 de Agosto"   CASIMIRO DE PINA   “Homem, homem, não se pode viver inteiramente sem piedade.”  Dostoievski, citado por Koestler em O Zero e o Infinito “Que Deus nos proteja dos santos!” Georges Bernanos O filósofo francês Maurice Merleau-Ponty,..


O KHMER VERDE
A Unidade da Experiência da Salvação – A Chegada do Khmer Verde Milton Pires No dia 13 de agosto de 2014, a morte do candidato à presidência da república, senhor Eduardo Campos, trouxe mais uma vez ao cenário político a possibilidade de Marina Silva ocupar o cargo supremo do executivo nacional...


COLOMBIA:ACORDO COM AS FARC SEM EXIGÊNCIA DE CESSAR AS HOSTILIDADES
IGUALADAS   Darío Acevedo Carmona La garrafal equivocación del presidente Santos consiste en haberles reconocido a las Farc el estatus de contraparte sin la exigencia de un cese unilateral de hostilidades y una declaración en el sentido de que el camino de las armas perdió toda vigencia...


OS SUPERPODEROSOS
LOS SUPERPODEROSOS   Darío Acevedo Carmona Cambios profundos se notan en la política colombiana. Sin darnos cuenta estamos en manos de gobernantes superpoderosos. Empezando por el presidente que, cual monarca, ha repartido cargos y funciones a diestra y siniestra en agradecimiento por su reelección...


LA SAGA DE LEOPOLDO LOPEZ
LA SAGA DE LEOPOLDO LOPEZ Gustavo Coronel   NoticieroDigital.com La esmerada educación que recibió Leopoldo, en colegios y universidades de primera categoría mundial, lo prepararon para una posible carrera profesional en alguna empresa venezolana o corporación multinacional de primera línea,..


A CONFISSÃO DE MIRIAN LEITÃO
A confissão e o pedido de desculpas de Mírian Leitão   Gen Bda Paulo Chagas   Li, sensibilizado, o relato da jornalista Mírian Leitão sobre o que supostamente lhe teria acontecido, em 1972, após ter sido detida por agentes da Polícia Federal (PF), em Vila Velha (ES),..


 
 
 
 
 
.